// História e Cultura das Artes, Info.

Info

Apoio e referências para as aulas de História e Cultura das Artes (HCA) do Curso Científico-Humanístico de Artes Visuais (10º Ano) e do Curso Profissional Técnico de Multimédia (11º Ano) da Escola Secundária Eça de Queirós, Póvoa de Varzim.

Do Programa da Disciplina

A disciplina de História da Cultura e das Artes insere-se na componente de formação específica dos Cursos científico-humanísticos de Artes Visuais, nos 10º e 11º anos, apresentando uma carga horária de três tempos lectivos de 90 minutos por semana. No curso Profissional Técnico de Multimédia, a disciplina é distribuida por três anos lectivos (200 horas). O presente programa procura consagrar essa perpétua e fundamental interacção entre as artes e a cultura ou entre a cultura e as artes, consoante a perspectiva que se adopte na abordagem da questão. E foi por isso também que se procurou favorecer uma abordagem não hierárquica, mas essencialmente dinâmica e transversal dessa interacção.

Competências

Propositadamente, e no intuito de contribuir de outro modo para o esclarecimento das categorias analíticas do Tronco Comum, os objectivos gerais da disciplina foram elaborados a partir desses indicadores que se denominam "Tempo", "Espaço", "Biografia", "Local", "Acontecimento", "Sínteses" e "Casos Práticos".

  • Situar cronologicamente as principais etapas da evolução humana que enquadram fenómenos culturais e artísticos específicos. (Tempo);
  • Reconhecer o contexto geográfico dos diversos fenómenos culturais e artísticos. (Espaço);
  • Compreender a acção individual como determinante na apreciação dos diversos processos históricos, culturais e artísticos. (Biografia);
  • Valorizar o local como cruzamento de múltiplas interacções (culturais, políticas, económicas ou sociais). (Local);
  • Relacionar um tempo breve, de natureza especialmente marcante, com o contexto em que se inscreve. (Acontecimento);
  • Identificar os elementos estruturantes que caracterizam a singularidade da cultura de cada época. (Sínteses);
  • Reconhecer o objecto artístico como produto e agente do processo históricocultural em que se enquadra. (Casos Práticos).

Visão geral dos conteúdos

Módulo inicial:

Concebido como módulo introdutório ou de motivação.

  • Casos práticos;
  • As Artes Visuais;
  • As origens da arte: o útil e o belo;
  • A arte enquanto discurso;
  • As disciplinas artísticas;
  • As técnicas artísticas;
  • O vocabulário artístico;
  • O mito da originalidade: o artista e a criação.

Módulo 1: Cultura da Ágora

  • Tronco Comum;
  • A arquitectura grega;
  • A escultura grega;
  • A cerâmica e a pintura.

Módulo 2: cultura do Senado

  • Tronco Comum;
  • A arquitectura romana;
  • A escultura romana;
  • A pintura e o mosaico.

Módulo 3: A Cultura do Mosteiro

  • Tronco Comum;
  • A arquitectura românica;
  • A escultura românica;
  • As artes da cor: pintura, mosaico, iluminura;
  • A Europa sob o signo de Alá.

Módulo 4:A Cultura da Catedral

  • Tronco Comum;
  • A arquitectura gótica;
  • A escultura gótica;
  • A Itália e a Flandres;
  • O gótico cortesão;
  • Ainda sob o signo de Alá.

Módulo 5: A Cultura da Catedral

  • Tronco Comum;
  • A pintura renascentista;
  • A arquitectura renascentista;
  • A escultura renascentista;
  • O(s) Maneirismo(s);
  • A Europa entre o Renascimento e o Maneirismo.

Módulo 6: A Cultura do Palco

  • Tronco comum
  • A arquitetura barroca;
  • A escultura barroca;
  • A pintura barroca.

Módulo 7: A Cultura do Salão

  • Tronco comum
  • A Arte Rococó;
  • A Arte Neoclassica.

Módulo 8: A Cultura da Gare

  • Tronco comum
  • A Arte do séc. XIX;
  • O Romantismo;
  • A Arte ao redor de 1900.

Documentos

Programa homologado da disciplina (10º Ano)
Programa homologado da disciplina (11º Ano)
Sintese da planificação anual (10º Ano)
Sintese da planificação anual (11º Ano)
Critérios de avaliação



// Módulo de Introdução

Info

Duração

8 tempos lectivos
(Setembro de 2011)

Marcadores

  • As Artes Visuais;
  • As origens da arte: o útil e o belo;
  • A arte enquanto discurso;
  • As disciplinas artísticas;
  • As técnicas artísticas;
  • O vocabulário artístico;
  • O mito da originalidade: o artista e a criação.

Apontamentos das aulas

O que é a Arte?
Arte?

Acerca do conceito de Belo







Fichas de actividade


// Módulo 1: A Cultura da Ágora

Info

Duração

28 tempos
(Setembro / Outubro de 2011)

Marcadores

  • Século V a.C. O século de Péricles.
  • Atenas. A polis.
  • O Grego Péricles (c. 500-429 a.C.).
  • A Ágora.
  • A Batalha de Salamina (480 a.C.).
  • A Mitologia: deuses e heróis.
  • A organização do pensamento.
  • Os templos de Parthenon e AthenaNiké.
  • O diálogo entre o coro (kommos, lamentação) e Xerxes depois da fala da Rainha nos Persas de Ésquilo (525-456 a.C.).
  • A arquitetura grega
  • A escultura grega
  • A cerâmica e a pintura.

Construindo um império


Apontamentos das aulas

Grécia: Tempo e espaço
Grécia: Pólis
Grécia: Mitologia
Grécia: Pensamento
Grécia: Péricles
Grécia: Salamina
Grécia: Arquitetura
Grécia: Escultura
Grécia: Cerâmica e pintura
Grécia: Pártenon e Atena Niké
Grécia: Estádio e teatro


Fichas de atividade

Grécia: F1
Grécia: F2
Grécia: F3
Grécia: F4
Grécia: F5
Grécia: F6
Grécia: F7

Teste de avaliação

Teste 1


// Módulo 2: A Cultura do Senado

Info

Duração

28 tempos
(novembro /dezembro de 2011)

Marcadores

  • Século I a.C. / d.C;
  • Roma;
  • O romano Octávio;
  • O Senado;
  • A língua latina;
  • O ócio;
  • A Coluna de Trajano;
  • Frescos de Pompeia;
  • A Arquitetura romana;
  • A escultura romana;
  • A pintura e o mosaico.

Apontamentos das aulas

Mapa: Contexto
Mapa: Augusto / Nero
Mapa: Arquitetura romana
Mapa: Escultura romana
Mapa: Pintura romana

Roma: Tempo
Roma: Espaço
Roma: Senado
Roma: Latim
Roma: Ócio
Roma: Octávio
Roma: Arquitetura
Roma: Escultura
Roma: Pintura /Mosaico


Fichas de atividade

Roma: F1
Roma: F2
Roma: F3
Roma: F4
Roma: F5
Roma: F6


// Módulo 3: A Cultura do Mosteiro

Info

Duração

32 tempos lectivos
(janeiro / fevereirode 2012)

Marcadores

  • Séculos IX-XII.
  • A Europa dos Reinos Cristãos.
  • O cristão São Bernardo (1090-1153).
  • O mosteiro.
  • A coroação de Carlos Magno (800).
  • Os guardiães do saber.
  • O poder da escrita.
  • Canto Gregoriano: da missa um Gradual e um Kyrie; da liturgia das horas,
  • São Pedro de Rates.
  • A arquitetura românica
  • A escultura românica
  • As artes da cor: pintura, mosaico, iluminura
  • A Europa sob o signo de Alá

Apontamentos das aulas

Mapa: Idade Média
Mapa: Mosteiros
Mapa: Guardiães do saber
Mapa: São Bernardo
Mapa: Carlos Magno
Mapa: Cristianismo
Mapa: Arquitetura Românica
Mapa: Catedral
Mapa: Igreja Românica
Mapa: Diversidade do Românico
Mapa: Românico em Portugal
Mapa: Escultura Românica
Mapa: Artes da cor
Mapa: Arte Muçulmana


// Módulo 4: A Cultura da Catedral

Info

Duração

36 tempos lectivos
(fevereiro / abril de 2012)

Marcadores

  • Século XII – 1ª metade século XV.
  • A Europa das Cidades.
  • O letrado Dante Alighieri (1265-1321).
  • A Catedral.
  • A Peste Negra (1348).
  • A cidade.
  • A cultura cortesã.
  • A Catedral de Notre-Dame de Amiens
  • Nicolau Lanckman de Valckenstein,
  • A arquitetura gótica
  • A escultura gótica
  • Itália e a Flandres
  • O gótico cortesão
  • Ainda sob o signo de Alá

Apontamentos das aulas

Mapa: Gótico, visão geral
Mapa: A Europa das cidades
Mapa: As catedrais góticas
Mapa: A cidade do século XIII
Mapa: A cultura cortesã
Mapa: A arquitetura gótica
Mapa: A catedral gótica 1
Mapa: A catedral gótica 2
Mapa: O gótico na Europa
Mapa: O gótico em Portugal
Mapa: O gótico português
Mapa: Escultura gótica
Mapa: Pintura góticaI
Mapa: Pintura góticaII
Mapa: Características da pintura gótica
Mapa: Ainda sob o signo de Alá
Mapa: Arte Mudejar

A arquitetura gótica
A escultura gótica

Objectivos para o teste 2, do 2º período.

Vídeos


// Módulo 5: A Cultura do Palácio

Info

Duração

34 tempos lectivos
(abril / junho de 2012)

Marcadores

  • 1ª metade século XV – 1618.
  • A Europa das rotas comerciais.
  • O mecenas Lourenço de Médicis
  • O palácio.
  • O Revolutionibus orbium coelestium (1543), de Nicolau Copérnico
  • O Humanismo e a imprensa.
  • Reformas e espiritualidade;
  • A Anunciação (1475-1578) de Leonardo da Vinci (1452-1519).
  • Fala do Licenciado e diálogo de Todoo;
  • Mundo e Ninguém. Lusitânia (1532), de Gil Vicente (c. 1465-1536?)
  • (Compilaçam, versos 390 a 460 e 797 a866).
  • A pintura renascentista
  • A arquitetura renascentista
  • A escultura renascentista
  • O(s) Maneirismo(s)
  • A Europa entre Renascimento eManeirismo

Apontamentos das aulas

Mapa: Sobre a ideia de Renascimento
Mapa: Renascimento, tempo e espaço
Mapa: O palácio
Mapa: O humanismo e a imprensa
Mapa: A reforma da espiritualidade
Mapa: Lourenço de Médicis
Mapa: Revolutionibus Orbium Coelestium
Mapa: Pintura renascentista
Mapa: Pintores do século XV
Mapa: Pintores do século XVI
Mapa: Arquitetura renascentista
Mapa: Características da Arquitectura renascentista
Mapa: Escultura renascentista
Mapa: Escultura renascentista séc. XV e XVI
Mapa: Características da Escultura renascentista
Mapa: Pintura maneirista
Mapa: Arquitetura maneirista
Mapa: Escultura maneirista
Mapa: Maneirismo na Europa


// Módulo 6: A Cultura do Palco

Info

Duração

25 tempos letivos
(setembro/ novembro de 2011)

Marcadores

Muitos palcos, um espectáculo

  • 1618-1714 – Do início da Guerra dos Trinta Anos ao final do reinado de Luís XIV;
  • A Europa da Corte. O modelo de Versalhes;
  • Os palcos: a corte, a igreja, a academia. O palco do teatro e da ópera;
  • O palco dos espectáculos efémeros;
  • A mística e os cerimoniais. Rituais e práticas sociais;
  • A revolução científica: a razão e a ciência. O método. A experimentação;
  • O Rei-Sol Luís XIV (1638-1643-1715);
  • O Tratado de Utreque (1713);
  • A arquitectura barroca;
  • A escultura barroca;
  • A pintura barroca;
  • O caso francês;
  • Da Europa para o mundo: Barroco ou Barrocos?;
  • La cérémonie turque em Le Bourgeois Gentilhomme (1670), de Molière (1622-1673) e Lully (1632-1687);
  • O Real Edifício de Mafra (1717-1730/37);

Vídeos









Apontamentos das aulas

Barroco. LaFura dels Baus
Barroco. O tempo
Barroco. Local
Barroco. Revolução cientifica
Barroco. Luís XIV
Barroco. O tratado De Utreque
Barroso. Arquitetura
Barroco. Escultura
Barroco. Pintura
O Barroco no mundo

Mapa: Barroco

Fichas de actividade

Barroco 1
Barroco 2
Barroco 3
Barroco 4
Barroco 5
Barroco 6


// Módulo 7: A Cultura do Salão

Info

Duração

24 tempos letivos
(novembro / Feverreiro de 2012)

Marcadores

Das "revoluções" à Revolução

  • 1714-1815 – Da morte de Luís XIV à Batalha de Waterloo;
  • Da Europa das monarquias à Europa da Revolução (O tempo e o espaço);
  • O Salão – o novo espaço de conforto e intimidade (O local);
  • As Luzes – as rupturas culturais e científicas (Síntese 1);
  • Da festa galante à festa cívica, a revolução da sensibilidade (Síntese 2);
  • Biografia – O filósofo Jean-Jacques Rousseau (1712-1778);
  • Acontecimento – A Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão (1789);
  • As Artes Rococó e Neoclássica;
  • A Arte Rococó – o sentido da festa; a intimidade galante;
  • A Arte Neoclássica – a estética do Iluminismo: o regresso à ordem;
  • Caso Prático 1 – Le Nozze de Figaro (1786) – finale, de W. Amadeus Mozart (Salzburgo, 1756 - Viena, 1791);
  • Caso Prático 2 – O urbanismo da Baixa Pombalina (1758-…).

Apontamentos das aulas

Iluminismo: Contexto
Rousseau
Estética Iluminista
Arquitetura Rococó
Pintura Rococó
Escultura Rococó
O Rococó na Europa e no Brasil
O neoclassicismo
Artes Neoclássicas
Neoclassicismo em Portugal

Mapa: Arquitetura Rococó
Mapa: Escultura Rococó
Mapa: Pintura Rococó
Mapa: Neoclassicismo
Mapa: Arquitetura Neoclássica
Mapa: Pintura e escultura Neoclássica


// Módulo 8: A Cultura da Gare

Info

Duração

32 tempos letivos
(fevereiro / maio de 2012)

Marcadores

A velocidade impõe-se

  • 1814-1905 – da Batalha de Waterloo à Exposição dos Fauves (O tempo);
  • A Europa das linhas férreas (O espaço);
  • A gare (O local);
  • O indivíduo e a Natureza (Síntese 1);
  • Nações e utopias (Síntese 2);
  • Biografia – O engenheiro Gustave Eiffel (1832-1923);
  • Acontecimento – A 1.a Exposição Universal (Londres, 1851);
  • A Arte do século XIX;
  • O Romantismo (c. 1789 - c. 1850) – o triunfo do indivíduo e da emoção;
  • o passado enquanto refúgio;
  • Um novo olhar sobre o real;
  • A arte ao redor de 1900;
  • Caso Prático 1 – Palácio da Pena, Sintra (1838-1868/1885);
  • Caso Prático 2 – Italian Family on Ferryboat Leaving Ellis Island(1905), fotografia de Lewis Hine;

Apontamentos das aulas

Mapa: A cultura da gare, visão geral
Mapa: As revoluções
Mapa: As cidades oitocentistas
Mapa: A gare
Mapa: O individuo e a natureza
Mapa: A arquitetura do ferro e do vidro
Mapa: O Romantismo
Mapa: A arquitetura do Romantismo
Mapa: A arquitetura romântica em Portugal
Mapa: A pintura romântica
Mapa: Um novo olhar sobre o real
Mapa: O Impressionismo
Mapa: O Neoimpressionismo
Mapa: O Pós-impressionismo
Mapa: O Simbolismo
Mapa: Autores do Simbolismo
Mapa: Escultura no final do século XIX: Auguste Rodin
Mapa: Pintura e escultura em Portugal no fim do século XIX
Mapa: A arte ao redor de 1900
Mapa: A Arte Nova
Mapa: Arquitetura da Arte Nova
Mapa: Arquitetura do ferro e Arte Nova em Portugal

Mapa: Visão global

Sobre o movimento Artes e Ofícios
Sobre a Arte Nova


// Recursos | Bibliografia | Webgrafia

Exames

1ª Fase, 2007
2ª Fase, 2007
1ª Fase, 2008
2ª Fase, 2008
1ª Fase, 2009
2ª Fase, 2009
2ª Fase, 2009
1ª Fase, 2010
2ª Fase, 2010
1ª Fase, 2011
2ª Fase, 2011

Critérios de correção

1ª Fase, 2007
2ª Fase, 2007
1ª Fase, 2008
2ª Fase, 2008
1ª Fase, 2009
2ª Fase, 2009
1ª Fase, 2010
2ª Fase, 2010
1ª Fase, 2011
2ª Fase, 2011

Bibliografia

Dos programas

Ver a extensa bibliografia nos programas de H.C.A. no Curso de Artes Visuais e Curso Profissional Técnico de Multimédia. Primeira tab: História e Cultura das Artes, ver em documentos.

História e Cultura das Artes (Manual adotado);
Ana Lídia Pinto; Fernanda Meireles; Manuela Cernadas Cambotas;
Porto Editora;

Nova História da Arte de Janson, a tradição ocidental;
Anthony F. Janson, aut.; Maria Manuela Vieira; Constantino, trad.; Horst Woldemar Janson, aut.; Penelope J.E. Davies, ed. lit.; Helen Ronan, ed. lit.; Fernando; António Batista Pereira, pref.; Manuela Vieira Constantino, trad.;
9.ª Edição, 2010;
Fundação Calouste Gulbenkian


leonelcunha.net | leonelcunha[at]gmail.com